0

Quando crescem saudáveis


Quem me conhece sabe que gosto de viver no equilíbrio, com um ligeiro deslize para a corda bamba.
Direciono esta filosofia para o bem estar, para o exercício, mas essencialmente para a alimentação.
Desde que me lembro que tenho hábitos saudáveis embora coma um doce, sempre que um sensor chamado cérebro se aciona.
Tive uma gravidez santa a esse nível, até aos 5 meses a cria não pediu doces.
Depois de nascer questionei-me por diversas vezes que tipo de alimentação deveria incutir.
Optei pelo caminho mais fácil, aquele que lhe permitiu comer de tudo com moderação, não quis limitar as avós que tomaram conta até aos 3 anos às minhas esquisitices, e não tinha tempo para marmitas.
Hoje confesso que tenha pena, pena de não ter insistido nas papas de aveia em vez da cerelac que tem mais açúcar, pena de não acreditado que um esforço adicional hoje significaria não ter que fazer comidas diferentes.
Agora o paladar é feito de hábitos e embora o tente educar, já pede aquilo que mais gosta.
Não sendo um miúdo fácil de converter, acho que as minhas panquecas saudáveis são capazes de ter sucesso Mundial pelo que partilho a receita.

Panquecas de chocolate saudáveis
1 ovo
1 clara
100 ml bebida vegetal soya
1 banana
4 colheres de aveia
1 colher de sobremesa de cacau magro

Triturar tudo, e colocar numa frigideira anti-aderente.

Não sei se voltarei a ser Mãe, mas se acontecer, com toda a certeza que irei insistir numa alimentação mais saudável logo a partir dos 6 meses.
Quando eles crescem saudáveis todos beneficiamos, principalmente em saúde.