0

Viver o Advento em Família


Para a grande maioria dos portugueses, o Natal é um dos pontos altos do ano. Cá em casa é igual. Independentemente dos credos, da intensidade com que se experiência este período, é difícil fugir a esta época e não a transformar num momento especial.

Para nós, a noite e o dia de natal são especiais mas vividos entre duas casas, longe uma da outra e que implicam viagens e que não permitem que esta altura do ano fiquem a nosso bel-prazer. Assim, vingamo-nos no advento que é a nossa época.

A tradição dita que fazemos a árvore de natal no dia 1 de dezembro e penduramos o nosso calendário do advento. Há muitos anos fiz uma lista de atividades e mimos que são tirados de cada uma das 25 gavetas, sendo que na última sai o menino Jesus para o nosso presépio.

Dentro de cada uma das gavetinhas aparece um papelinho com algo especial e um mimo ou uma peça do presépio. Escusado será dizer que, embora coloque logo os papelinhos, os mimos e as peças só as colocamos à noite antes de irmos para a cama, não vão os ratinhos espreitar e trocar, como já aconteceu…

Este ano, vou readaptar as atividades pois já estão maiores e não faz tanto sentido. Sei, no entanto, que continuam a gostar deste ritual. Levantarem-se de manhã e irem até ao calendário para poderem espreitar o que vai acontecer nesse dia e que pode ser tão simples como uma caneca de cacau quente ou uma noite de monopólio.

Comprar aquele calendário do advento em feltro foi uma das melhores ideias de sempre… Não passa de moda e é um dos centros da casa! Não há quem não fique feliz e, quem tem o poder de decisão é a mãe. Isto significa que eu olho para o calendário da família e coloco a sugestão do dia de acordo com o que é possível. Uma noite de jogo será sempre a uma sexta ou sábado, um concerto de natal será de acordo com os concertos existentes na cidade. Há também uma parte relacionada com a solidariedade, com os outros, de acordo com o local onde estamos. O chocolate quente ou as bolachinhas, essas podem ser qualquer dia… As crianças saem à mãe (e ao pai) gulosos como tudo!

Há alguns sites com muitas ideias que podem ajudar, como por exemplo: